Pesquisar

Caminhada com Grupo Conviver na Melhor Idade comemora Dia do Idoso em Rio Sono

A mobilização buscou alertar a sociedade sobre o cuidado com os idosos, além da saúde por meio da atividade física e alimentação adequada para este público

Comemorado neste domingo, 1º, o Dia Internacional do Idoso é uma forma de demonstrar o respeito, carinho e cuidado que a sociedade precisa ter com quem carrega muitas experiências de vida. A partilha das histórias de vida e o autocuidado são as marcas de quem tem muito a ensinar. Por isso, a Secretaria Municipal de Saúde de Rio Sono celebrou a data na manhã desta terça-feira, 3, com uma caminhada.

O evento foi voltado para os integrantes do Grupo Conviver na melhor Idade, que conta com a participação de idosos da comunidade. A saída foi na Avenida Aeroporto, onde os participantes fizeram o alongamento e seguiram em caminhada até a chegada na Academia da Saúde. A caminhada reforça à comunidade a importância do autocuidado e da atividade física para a manutenção da saúde.

O percurso foi acompanhado pelo coordenador de Atenção Básica, Lucas Noleto, assistente social Tatiana Curcino, além da psicóloga Regiane Cristina e da fisioterapeuta Lumyra Castro. Na academia, além de um lanche saudável, os idosos participaram de uma roda de conversa, quando foi abordado sobre a saúde do idoso, benefícios em ter um acompanhamento dos profissionais, o autocuidado em saúde física e mental, importância de se comemorar a data e envolver esse público no meio social, além da prevenção de doenças como hipertensão e diabetes, levando experiências e influências do grupo familiar.


A fisioterapeuta Luymira Castro, reforçou aos idosos que o envelhecimento é um fenômeno biológico normal que atinge todos os organismos vivos, mas que muitas pessoas não sabem lidar com esse processo.

“Uma vez que muitos idosos sofrem com a diminuição das suas capacidades físicas e, muitas vezes, mentais, envelhecer envolve diversos problemas que afetam a qualidade de vida de uma pessoa, como dificuldade para locomover-se, problemas de memória, além de várias doenças crônicas comuns da idade, tais como diabetes e pressão alta. Muitos desses problemas poderiam ser amenizados com a realização de atividades físicas, atividades intelectuais e, principalmente, consultas periódicas ao médico”, disse.

A profissional elaborou uma lista de recomendações para se ter uma velhice mais saudável, como praticar exercícios físicos, pois estes melhoram a musculatura, ajudam a diminuir os riscos de doenças no coração, diabetes e obesidade, aliviam o estresse e ansiedade, entre vários outros benefícios; manter uma alimentação saudável e beber sempre muita água; dormir bem de sete a oito horas por noite; realizar atividades que estimulem o cérebro; iniciar um novo curso pode ser uma boa ideia; evitar o consumo exagerado de bebidas alcoólicas e o consumo de cigarros.

Últimas Publicações

Serviços Online

Pular para o conteúdo